O streetwear numa casca de noz: conhecendo o estilo

Um estilo de vida não é um produto, não tem autor, ele é uma ideia, um jeito de fazer as coisas, e o streetwear tem sido uma das representações mais genuínas da estética de um lifestyle, sendo admirado e inspirando pessoas ao redor do mundo inteiro.

A partir dos anos 70, muitos movimentos underground e fora do eixo do mainstream começaram a nascer, especialmente nos subúrbios dos grandes polos de arte e moda; o punk, o hip hop, o skateboarding, as artes de rua, o slam, todas essas categorias sempre andaram muito próximas umas das outras. 

Modelo com as mãos esticadas vestindo kit completo da High refletivo

Selando assim, uma maneira nova e genuína de viver a vida e expressar tudo isso sem depender daquilo que o sistema achava bacana ou não, agindo, muitas vezes, nos limites das regras para acender a faísca de liberdade de pensamento e atitude em cada vez mais pessoas – e podemos dizer que deu muito certo!

As origens do streetwear: conheça a história!

No começo, o skate se popularizou nas áreas mais costeiras e ricas dos Estados Unidos, muito embalado ainda pelo movimento do surfe, mas conforme os skateparks foram se tornando mais caros, restritivos e escassos e os skatistas, com cada vez menos opções, passaram a curtir diversos obstáculos urbanos para dar seu rolê, logo o esporte começou a ganhar uma conotação negativa, perto do criminoso pelo argumento da depredação pública.

Com isso, o movimento se tornou mais organizado e mais protetivo entre os seus, começando a integrar pessoas de caminhadas de vida diferentes entre si, que traziam novas visões e técnicas, tanto para o skate street, quanto novos horizontes artísticos.

Dois modelos, um de braços cruzados e outro com a mão no bolso vestindo kit completo da High

Logo os skatistas começaram a organizar revistas, as zines, marcando points e dando dicas, e junto delas nasciam colunas, artes, encontros.

A necessidade de roupas com uma modelagem mais folgada era grande para que houvesse liberdade das pernas, assim como calçados com sola mais firme e grossa, para dar estabilidade e frenagem do skate nas ruas.

Com o tempo, roupas básicas e oversized, muitas vezes dos pais, começaram a figurar, o casual e até aquilo que parecia cafona ganhou uma nova forma de vestir, o cinza das ruas competia com o mundo colorido da TV dos anos 80.

O streetwear japonês

O Japão, sempre muito inspirado na cultura Norte Americana, logo começou a desenvolver um cenário de streetwear, que envolvia a juventude das grandes capitais que começava a sair às ruas para socializar.

Lá, roupas com um tom mais social, mas também oversized e desgastadas fizeram sucesso, sneakers americanos de basquete e muitos acessórios começaram a compôr o visual dos jovens nipônicos.

A relação do streetwear e do skate!

Nos anos 90 a explosão dos movimentos alternativos do grunge, do hip hop e do nu metal mostraram para o mundo inteiro um novo jeito de pensar e vestir, games como Tony Hawk’s Pro Skater popularizaram o skate no mundo, e o fato é que o skate e o streetwear sempre andaram muito juntos, tendo ao mesmo tempo seu ápice.

Skatista com a cabeça para baixo segurando o skate com o braço direito trajado do kit completo da Class Hat

Não conseguimos pensar em streetwear sem logo associá-lo ao skate. Até porque, a idéia de se posicionar contra a moda tradicional também se assemelha ao estilo de vida dos skatistas que perpassam à moda, chegando aos limites da irreverência!

Os estilos do streetwear

O estilo mais clássico do streetwear envolvia especialmente roupas casuais oversized, como camisas de flanela, camisetas básicas, casacos, calças folgadas, tênis de basquete, bonés de golfe e muitos acessórios.

Com o tempo, as apropriações, seja do punk e do metal, que adicionaram spikes e coturnos e roupas rasgadas e customizadas, seja dos movimentos orientais, que adicionaram peças sociais desgastadas, surgiam para agregar ao estilo.

Pernas de um homem com o zoom na calça da High de moletom

Hoje o streetwear é um dos termos mais buscados na moda, e milhares de marcas e grifes se voltaram para a produção de artigos no estilo, reinventando seus temas

Entre as roupas de skate, Drop Dead e Vans seguiram desde o início, na vanguarda, definindo as bases do gênero.

Atualmente marcas como High Company tem empolgado o mercado, criando roupas vintage de distribuição nacional e grifes de streetwear tem nascido com roupas exclusivas e limitadas, como a Class Hats e a Bolovo.

Outras estéticas bebem muito na origem do streetwear, como o trap, o hype, que também envolve artigos de grife. Hoje o streetwear se tornou democrático e variado, e toda a comunidade ganha com o interesse crescente de diversas empresas e iniciativas reinventando e dando um gás novo para essa estética.

Aqui no blog da Postal Skateshop você encontra diversos materiais sobre skateboarding e também sobre streetwear, e em nossa loja online, artigos das melhores marcas, com ótimas condições! Continue nos acompanhando por aqui e fique de olho nos próximos posts!

Deixe um comentário